Dicas Alimentares para pacientes oncológicos no inverno|Eunice Barros

Dicas Alimentares para pacientes oncológicos no inverno|Eunice Barros

Em comparação com a população em geral, os pacientes com câncer são mais suscetíveis a infecções, seja por um risco aumentado devido à própria doença ou pelo tratamento imunossupressor.

A associação de alguns nutrientes diminuem infecções secundárias e aumentam a resposta imunológica, tratando e prevenindo os sintomas das infecções oportunistas que surgem no inverno.

Os antioxidantes, tais como vitamina A (retinol), C (ácido ascórbico), E (alfa-tocoferol) e o zinco previnem a formação de substâncias tóxicas no corpo.

Os ácidos graxos ômega 3 reduzem a cascata de inflamação, aumentando a produção de eicosanóides com ação anti-inflamatória. A vitamina D, além da função no equilíbrio de cálcio e osso, desempenha função de defesa, inflamação e imunidade.

A arginina é um aminoácido não essencial que estimula a secreção e melhora a cicatrização de feridas.

Já a glutamina repara as células de replicação rápida como mucosa oral e do trato gastrointestinal. A mesma deve ser administrada em associação com outros nutrientes. A glutamina, isoladamente, pode ser utilizada como “combustível” pelas células tumorais.  

Os nucleotídeos (ácidos nucléicos: DNA e RNA) encontrados em órgãos de animais (fígado, rim e coração) e frutos do mar, aumentam a síntese de proteínas, melhoram a atividade de células assassinas naturais e ajudam o corpo a resistir à infecção, e manter a função imune.

Devemos priorizar estes nutrientes por meio dos alimentos e, se for necessária a suplementação dos mesmos, deve-se respeitar as recomendações diárias.

As evidências são claras: pacientes que recebem nutrientes imunomoduladores apresentam melhores resultados em relação à infecção, tempo de internação, cicatrização de feridas e complicações no tratamento.

Eunice Barros

Nutricionista graduada pela UFOP

Coordenadora do setor de nutrição do Núcleo de Hematologia e oncologia de MG desde 2007

Mestre em clínicas odontológicas – pesquisa em câncer de boca

Especialista em Nutrição Esportiva

Referências:

§  HUTCHINSON, Melissa Lynn; VERGER, Judy. Immunomodulatory Nutrition and ARDS: There is no cure for acute respiratory distress syndrome, but nutrients that strengthen the immune system may help. AJN The American Journal of Nursing, v. 101, p. 28-33, 2001.

§  MINISTÉRIO DA SAÚDE, BRASIL. INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER. Consenso nacional de nutrição oncológica. 2009.

§  PINHO, Alice. Nutrição e Câncer: da prevenção ao tratamento. Ed. PoloPrinter. 2018.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×
×

Carrinho