Principais tipos de câncer na mulher

Principais tipos de câncer na mulher

Já falamos aqui este mês dos principais tipos de câncer nos homens, agora é a vez do alerta as mulheres. Os mais comuns são: mama, colorretal, colo de útero, ovário e tireoide. Lembrando que o câncer de pele do tipo não melanoma é o mais comum em homens e mulheres no Brasil!!

– Câncer de Mama: é o mais comum entre as mulheres no mundo todo!! Sempre vale a pena falar sobre o câncer de mama (e sobre todos eles): quanto mais cedo for detectado, maiores as chances de cura. Ocorre de forma mais comum entre os 45 e 55 anos, mas devemos ficar atentas em qualquer idade. Quem possui histórico familiar, principalmente em parentes de primeiro grau, deve prestar bastante atenção. Sedentarismo, obesidade, hábito de ingerir bebida alcoólica diariamente, e uso de medicamentos hormonais podem estar implicados no risco. O Instituto Nacional do Câncer estima para este ano quase 60 mil casos novos. É muito importante conversar com seu médico para saber quando deve iniciar a mamografia, que de forma geral é aos 40 anos, e sobre o autoexame também. Se você notar algum nódulo, alterações na pele das mamas, secreção saindo pelo mamilo, procure auxílio médico.

– Câncer colorretal: segundo mais frequente entre as mulheres, com cerca de 19 mil casos novos previstos pelo INCA. Mulheres acima dos 50 anos tem maior risco de desenvolver a doença, e os hábitos de vida são importantes no risco. Dieta rica em frutas, vegetais, peixes e prática de atividade física auxiliam na prevenção. O diagnóstico é feito pela colonoscopia, e a remoção de lesões como pólipos é importante, pois podem se tratar de lesões pré-malignas. Em caso de alteração do hábito intestinal por período prolongado, dor abdominal ou na região anal, presença de sangue nas fezes, procure atendimento médico.

– Câncer de colo de útero: geralmente é causado pela infecção persistente pelo vírus HPV. Como o governo brasileiro incluiu a vacinação contra o HPV no calendário vacinal, espera-se que se consiga erradicar a doença a médio e longo prazo. O exame de papanicolau é importante pois detecta alterações no colo do útero e pré-malignas e possibilita ao tratamento em estágios iniciais, e deve ser feito anualmente. As chances de cura são altas, principalmente em estágios iniciais. Como outras doenças sexualmente transmissíveis, a infecção pelo HPV pode ser evitada com uso de preservativos e sexo seguro. Numa fase inicial, pode não haver sintomas. Casos mais avançados podem apresentar sangramento vaginal e dor abdominal.

– Câncer de Pulmão: assim como no sexo masculino, o principal fator de risco é o tabagismo. A estimativa do INCA é de cerca de 12.500 casos novos para este ano. As fumantes tem 20 a 30 vezes mais risco de desenvolver câncer de pulmão quando comparados a quem nunca fumou. Os sintomas da doença podem incluir tosse, catarro com sangue, dores no peito, perda de peso, que podem só aparecer em estágios mais avançados. Parar de fumar a qualquer momento pode reduzir seu risco.

– Câncer de Tireoide: ocorre quase 8 vezes mais em mulheres que em homens. A glândula tireoide é responsável por inúmeras funções do metabolismo, mas o câncer de tireoide costuma ser pouco agressivo. Geralmente não se observam sintomas, o câncer é descoberto por exames de imagem mostrando um nódulo.

A maior parte dos tipos de câncer pode ser evitada através da mudança dos hábitos de vida. Comece hoje mesmo!

Tenha uma alimentação saudável, com menos gordura e alimentos industrializados, mais frutas, legumes e verduras. Não fume e evite o consumo de álcool.

Pratique atividade física regularmente. Faça check-ups regulares.

É importante conhecer seu corpo: faça o autoexame da mama e fique atenta aos sinais que seu corpo dá se alguma coisa não vai bem.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×
×

Carrinho