Principais tipos de câncer no homem

Estima-se quase 10 milhões de mortes por câncer no mundo até o final de 2018. Sabemos que os homens tendem a ser mais resistentes no cuidado com sua saúde, mas vale a pena insistir e falar sobre os tipos mais comuns de câncer entre os homens no Brasil.

– Câncer de Próstata: é o tipo mais comum de câncer entre os homens, depois do câncer de pele não-melanoma. A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA) é de mais de 68 mil casos para o biênio 2018-2019. O principal fator de risco é a idade, sendo que a maioria dos casos ocorre após os 65 anos, e menos de 1% antes dos 50. Outros fatores de risco importantes são o histórico familiar e a etnia. Homens que tiveram pai ou irmão diagnosticados previamente com a doença tem duas a três vezes mais risco de desenvolver o câncer. A doença é mais comum em negros que brancos. O diagnóstico em estágios iniciais aumenta as chances de cura, assim como em outros tumores.

– Câncer de Pulmão: o hábito de fumar causa cerca de 6 milhões de mortes mundialmente e cerca de 150 mil no Brasil, inclusive por câncer. A estimativa do INCA é de quase 19 mil casos novos para este ano. Os fumantes tem 20 a 30 vezes mais risco de desenvolver câncer de pulmão quando comparados a quem nunca fumou. Os sintomas da doença incluem tosse, catarro com sangue, dores no peito, perda de peso, que podem só aparecer em estágios mais avançados.

– Câncer Colorretal: o INCA estima cerca de 17.400 casos novos de câncer colorretal esse ano. Há associação com estilo de vida, como obesidade, sedentarismo, consumo de carnes vermelhas e processadas, pouca ingestão de frutas, legumes e verduras. A suspeita diagnóstica deve ser feita em casos de alteração do hábito intestinal e eliminação de sangue nas fezes. A colonoscopia permite que a lesão seja vista e biopsiada. Muitas vezes pode permitir também o tratamento e ressecção de lesões pré-malignas.

– Câncer de estômago: os sintomas iniciais do câncer de estômago podem ser semelhantes aos de uma gastrite ou úlcera. O diagnóstico é realizado pela endoscopia, com visibilização da lesão e biópsia. A pesquisa da infecção por Helicobacter pylori também é importante, e seu tratamento com antibióticos caso presente. Estimam-se cerca de 13.500 casos para este ano.

– Cânceres de cabeça e pescoço: os tumores desta região tem forte relação ao hábito de fumar. A infecção por HPV tem sido fator de risco mais recentemente no desenvolvimento de tumores de língua e laringe. Lesões suspeitas na boca, muitas vezes são identificadas primeiramente pelos dentistas.

Sabemos que até 50% das mortes por câncer podem ser evitadas com prevenção e mudança de hábitos de vida e detecção precoce. Vamos cuidar melhor da saúde e fazer check-ups regulares?

COMPARTILHE ESSE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

sobre nós

Assine para ficar por dentro das novidades